sexta-feira, 13 de julho de 2012

Alistamento Militar



Agora que percebi que hoje é sexta-feira 13. Eu devia postar alguma coisa de terror aqui, mas daí lembrei que já tem minha fotografia ali do lado.

Acabei de voltar da prestação de presença para dispensa do serviço militar. Inventei esse nome porque não sei como se chama o evento. Mas é algo assim. Estava dormindo na hora que falaram.

Não entendo por que só os homens são obrigados a se alistar se em caso de guerra os melhores pilotos de tanque são as mulheres.

Marcaram as 8 da manhã, cheguei as 7:40, abriram o salão as 8:30, começaram mais ou menos as 10 e terminou as 11. Dava pra ter começado na hora combinada que antes mesmo das lojas nas ruas abrirem eu já estava em casa de volta.

Mandaram ir de calça azul e camiseta branca. Ou seja, queriam que eu fizesse cosplay de Homer Simpson.

Quem eles esperavam que fosse no evento vestindo essa roupa? O Rei Roberto Carlos? Todos dizem que ele tem uma perna-de-pau. Lugar de pirata é na marinha e não no exército.

Achei que a maioria das pessoas eu conheceria, mas estava errado. Dos que eu conhecia a maioria mudou. Basicamente se dividiram em dois grupos: os bombadinhos e os que estudam.

Um dos momentos mais difíceis de segurar pra não dar risada que já passei, foi na hora de apresentarem o tenente. O nome dele era Alcione. É sério. Como vou respeitar um cara com esse nome?

Vi gente reclamando de não servirem café. Juro que não senti falta. Mas tenho certeza que seria ótimo se tivessem servido desodorante para alguém que precisasse. Quando mandaram levantar o braço, quase caí.

O cara que estava sentado do meu lado era idêntico ao Dadinho do Cidade de Deus. Fiquei com medo. Achei que no meio do juramento ele ia sacar uma arma e sair atirando em todo mundo.

O que mais me impressionou em tudo isso foi perceber que a maioria das pessoas que estavam lá não sabiam cantar NADA do Hino Nacional. Ouvi pérolas como:
"...de um povo erótico e bravo retumbante..."
"...gigante pela própria natureza. És belo és plástico colosso..."
"...Figuras, ó Brasil, fogão da América..."
Entre outras.
Não sei cantar o Hino, mas sei fingir que sei.

Até me espantaria se me chamassem pra servir o exército porque seria a primeira vez que eu serviria pra alguma coisa.

Eu queria escrever mais coisas aqui sobre o que aconteceu lá, mas preciso almoçar. Estou com fome. Não serviram café.

2 comentários:

Lincohn Mendes disse...

hAUhAUhAUhAUhA Mto bom o texto

Jefferson Reis disse...

KKKKKKKKKKKKKK Realmente engraçado.